Buscar
  • Sindicato Sindicato dos Frentistas

Sindicato rebate proposta de rede de postos de combustíveis e mantém benefício dos trabalhadores

Presente em uma das cláusulas na Convenção Coletiva de Trabalho, a cesta básica é um dos direitos dos trabalhadores de postos de combustíveis. Os itens são citados na convenção para ajudar no sustento do (a) empregado (a) e sua família, além de contribuir na remuneração da categoria.

Na intenção de receber a cesta básica como vale-alimentação, alguns frentistas de uma rede de postos de combustíveis solicitaram para o sindicato e a empresa tal proposta. Diante do possível acordo, a rede ofereceu o valor de R$ 120,00 para cada trabalhador da empresa.

Para não deixar os frentistas receberem um valor abaixo do que o proporcional de uma cesta, o sindicato orçou diversas compras em supermercados e, o menor preço de uma compra básica, foi de R$ 170,00. Como a empresa não aceitou cobrir o valor, a entidade sindical juntamente com os trabalhadores não aceitou a proposta e manteve o recebimento da cesta básica para os colaboradores.

Considerando a situação do país, bem como o significante aumento dos preços dos itens de consumo, o valor indicado pela empresa fica muito abaixo aos valores atuais de mercado, e implicaria em prejuízos para os trabalhadores e sua família.

Segundo o diretor Jalcedo Moreira, o sinpospetro serve para intermediar na melhor escolha para a categoria. “Às vezes o trabalhador quer uma coisa achando que a empresa vai pagar o devido valor, ou fechar um acordo a seu favor e, nem sempre é assim. É por isso que temos que somos intermediários, para mostrar para eles quando uma proposta não condiz com o que merecem”, concluiu.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perda no saldo do FGTS chega a 88,3%

Sindicalize-se e recupere o saldo do seu FGTS Criado em 1967 com o objetivo de proteger os empregados demitidos sem justa causa, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) virou nos últimos anos s